Aos meu queridos leitores.

Aos meus queridos leitores,



Agradeço á todos pelo carinho, pelas palavras de incentivo, as críticas construtivas que me ajudam muito, muito mesmo.


espero que todos continuem visitando o Palhaço sem Cores, e que algo de belo, de intenso possa ser transmitido a todos vocês, seguidores e não seguidores.
Cheiros nos Corações!


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Da Janela

Não falo da tristeza, canto minha saudade
Sobreponho em minha escrita os dizeres
De vozes que permanecem em silêncio.
Canto minh´alma
Como um soneto em valsa triste(melancôlica)
Da vez de quem ama, mas não pula a janela
Para seguir sua felicidade.
Não falo a dor de u tiro que feri a carne,
Conto as dores de mágoas que se formam
E deixam maravilhas para trás...
Beijo quem eu vejo, como em um gesto impensável
De carinho
Assim vou deixando marcas para trás,
E ainda que eu acorde de um sonho futurista (em que habito)
Um dia verei a a vida como realmene ela é,
Sem palco, sem incenações, no vivo á cores
Ao pular de minhas janelas.

-Shirlena Ferreira

3 comentários:

Jean Leal disse...

Lindo demais!
Adorei!

Mariana Arcília disse...

Lindo!!!

hilario roberto disse...

eu acredito que foi você que fez, só que você me surpreendeu demais tô extasiado com tanta beleza nas palavras e com tanta emoção passada através da forma com que você consegue reunir as frases e as letras de forma a expressar o que está sentido. vou tentar dizer a minha opinião em um só palavra:MARAVILHOSO